My Collection

6/abr/2017  Düsseldorf / Alemanha

Assembleia-Geral Anual 2017

“A Henkel está bem posicionada para o futuro”

  • Novo recorde: Dividendos propostos aumentaram em mais de 10%
  • Henkel 2020+: Ambições claras e prioridades estratégicas
  • Perspetivas para 2017: Confirmação, apesar de um contexto de mercado desafiante

Na assembleia-geral anual da Henkel, o CEO Hans Van Bylen apresentou os principais desenvolvimentos do ano fiscal de 2016. Nesta apresentação foram destacadas a direção e prioridades estratégicas definidas para os próximos anos e perspetivou-se o ano fiscal corrente.
 
Hans Van Bylen apresentou o forte desempenho económico da Henkel no ano fiscal de 2016 e os acionistas estão prestes a receber um dividendo recorde. “2016 foi um ano de muito sucesso para a Henkel. Num contexto de mercado desafiante, atingimos novos recordes de vendas e lucros. Quero agradecer a todos os nossos colaboradores a nível mundial que contribuíram significativamente para esta performance tão positiva”, afirmou Hans Van Bylen, que foi nomeado CEO em maio do último ano.

Dr. Simone Bagel-Trah, Presidente do Comité de Accionistas e do Conselho Fiscal, agradeceu ao Conselho de Administração e a todos os colaboradores pelo seu empenho em 2016.

Dividendos propostos atingem novo recorde

Um aumento de 15 cêntimos por dividendo de ambas as categorias de ações para 1.62€ por ação preferencial e 1.60€ por ação ordinária foi proposto aos acionistas, representando um aumento superior a 10%, comparado com o ano anterior. “Este é o dividendo mais elevado alguma vez pago”, disse Hans Van Bylen. “O rácio de pagamento continua a cerca de 30%, garantindo uma sólida base financeira que nos permitirá continuar a investir no nosso crescimento e a criar valor sustentável”.

“Henkel 2020+”: Foco no crescimento lucrativo

Hans Van Bylen projetou também o desenvolvimento futuro da companhia e as prioridades estratégicas para os próximos anos. “A Henkel está bem posicionada para o futuro. De modo a continuarmos a ser bem-sucedidos, desenvolvemos, no decorrer do último ano, ambições concretas e prioridades estratégicas até 2020 e mais além”.

“Queremos gerar mais crescimento lucrativo nos próximos anos. Para tal, pretendemos focar-nos ainda mais nas necessidades dos nossos clientes e consumidores, bem como tornar-nos mais inovadores, mais ágeis e mais digitais. Simultaneamente, pretendemos promover a sustentabilidade através da cadeia de valor e estender o nosso papel de liderança, internacionalmente reconhecido desde há vários anos, no campo da sustentabilidade”, explicou Hans Van Bylen.

“Também definimos quatro indicadores financeiros concretos. Até 2020, pretendemos atingir um crescimento médio de vendas orgânicas de 2 a 4%. Para receitas ajustadas por ação preferencial, estimamos uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 7 a 9%. Adicionalmente, procuraremos melhorar continuamente a margem EBIT ajustada e o fluxo de caixa livre”, disse Hans Van Bylen.

Impulsionar o crescimento, acelerar a digitalização, aumentar a agilidade e financiar o crescimento – estas são as quatro prioridades estratégicas que a Henkel se irá focar nos próximos anos. Aliadas aos seus valores corporativos, estas prioridades levarão a Henkel a tornar-se ainda mais competitiva e bem-sucedida até 2020 e mais além.

Confirmação da perspetiva para o ano fiscal de 2017

Para o ano fiscal de 2017, Hans Van Bylen reconfirmou a perspetiva da Henkel que já tinha sido anunciada na Conferência Anual de Resultados da empresa: “Expectamos um crescimento nas vendas orgânicas de 2 a 4%, com um aumento da margem EBIT ajustada superior a 17.0% e um aumento das receitas ajustadas por ação preferencial entre 7 e 9%”.


Este documento contem declarações preditivas baseadas nos pressupostos e estimativas atuais feitas pela gestão corporativa da Henkel AG & Co. KGaA. As declarações preditivas são caracterizadas pelo uso de palavras como expectar, pretender, planear, prever, assumir, acreditar, estimar, antecipar, projetar e formulações similares. Tais declarações não devem ser entendidas de qualquer modo como garantias de que essas expetativas serão precisas. O desempenho futuro e os resultados atuais alcançados pela Henkel AG & Co.  KGaA e as suas empresas afiliadas dependem de um número de riscos e incertezas e como tal podem diferenciar-se materialmente das declarações preditivas. Grande parte destes fatores estão fora do controlo da Henkel e não podem ser previstos com exatidão, tais como o futuro contexto económico e as ações dos concorrentes e outros envolvidos no mercado. A Henkel não planeia nem promete atualizar as declarações preditivas.