• Portugal | Alterar site
  • Contacto
  • Adicionar à coleção
  • Partilhar
Menu
Pesquisa

9/abr/2018  Düsseldorf / Alemanha

Assembleia Geral Anual de 2018

Foco no crescimento económico sustentável

  • Ano fiscal de 2017 com níveis recorde em vendas e lucros
  • Recorde de dividendos de 1,79 euros por ação preferencial proposta (+ 10,5%)
  • Perspetivas para o ano todo de 2018 confirmadas
  • Implementação de ações estratégicas a decorrer com sucesso

Na Assembleia Geral Anual, o CEO da Henkel Hans Van Bylen apresentou os principais desenvolvimentos do ano fiscal de 2017 e sublinhou os progressos que foram feitos na implementação da visão estratégica da companhia. Com base nos excelentes resultados apresentados pela Henkel no ano fiscal de 2017, Hans Van Bylen anunciou o pagamento dos mais altos dividendos da história da empresa. O CEO da Henkel confirmou ainda as perspetivas fiscais para o ano de 2018.

"Estamos a olhar para um excelente ano económico. Conseguimos alcançar um valor recorde em vendas, excedendo os 20 mil milhões de euros pela primeira vez. Os nossos lucros e margens também atingiram valores recorde. Conseguimos alcançar um crescimento sustentável e rentável. É por isto que propomos a esta assembleia geral anual um valor recorde de dividendos de 1,79 euros por ação preferencial", afirmou Hans Van Bylen. "Este sucesso é resultado do compromisso dos mais de 53 mil colaboradores por todo o mundo. São altamente dedicados e comprometidos com a nossa empresa."
Simone Bagel-Trah, Presidente do Conselho de Acionistas e do Conselho Fiscal, agradeceu aos órgãos de administração e a todos os colaboradores pelo seu enorme empenho no ano fiscal de 2017.

Dividendos atingem valores recorde

Um aumento de 17 cêntimos por dividendo de ambas as classes de ações para 1,79 euros por ação preferencial e 1,77 euros por ação ordinária foi proposto aos acionistas, representando um aumento de 10,5% ou 10,6%, respetivamente, quando comparado com o ano anterior. "O dividendo proposto representa uma nova alta", sublinhou Hans Van Bylen.

Perspetivas fiscais para 2018 confirmadas

No que diz respeito às previsões económicas para o ano de 2018, Hans Van Bylen afirmou que: "globalmente, a situação económica é positiva, mas existem ainda muitos pontos de preocupação. Na Europa, não é ainda claro de que forma o Brexit vai ser implementado. Esta imprevisibilidade é um fardo pesado para a economia."

O CEO pronunciou-se também em relação aos recentes debates sobre impostos, restrições comerciais e as possíveis respostas a tais problemas: "estes fatores não são favoráveis ao crescimento económico no mundo".

"Os preços das matérias-primas e packaging vão continuar, provavelmente, a subir quando comparados com o ano anterior", acrescentou Hans van Bylen. "Os efeitos da taxa de câmbio também continuarão a ser um fator determinante. Prevemos uma elevada volatilidade neste domínio. Esperamos que o dólar americano, face a 2017, se enfraqueça ainda mais em relação ao euro. Além disso, algumas moedas importantes para nós nos mercados emergentes podem enfraquecer ainda mais".

Para o ano fiscal de 2018, Hans Van Bylen confirmou as perspetivas para o Grupo Henkel: "Estamos empenhados em assegurar um crescimento lucrativo sustentável. Para o ano fiscal de 2018, esperamos gerar um crescimento orgânico de vendas de 2% a 4%. No que diz respeito ao lucro operacional ajustado (EBIT), a Henkel espera um aumento para mais de 17,5%. O lucro ajustado por ação preferencial deve aumentar de 5 a 8%".

Referindo as dificuldades nos negócios de bens de consumo na América do Norte durante o primeiro trimestre de 2018, Hans Van Bylen disse: "Lamentamos muito que esses problemas tenham ocorrido. As causas foram identificadas e estamos a trabalhar afincadamente nesta questão. Esperamos que a situação da cadeia de valor fique normalizada no decorrer do segundo trimestre."

Henkel 2020+: Implementação de prioridades estratégicas no bom caminho

"Temos uma visão ambiciosa para a Henkel e estamos determinados em alcançá-la," afirmou Hans Van Bylen. Neste seguimento, a Henkel definiu quatro estratégias prioritárias: impulsionar o crescimento, acelerar a digitalização, aumentar a agilidade e financiar o crescimento. "A Henkel procura ter uma visão cada vez mais focada no cliente, inovadora, ágil e digital," sublinhou Hans Van Bylen.

Simultaneamente, a Henkel continuará a promover a sustentabilidade em toda a cadeia de valor e a consolidar a sua posição de liderança de longa data e de reconhecida sustentabilidade a nível internacional.

"Fizemos grandes progressos em todas as áreas das nossas prioritárias estratégicas", destacou Hans Van Bylen. "Queremos impulsionar o desenvolvimento bem-sucedido da Henkel. Este é o nosso objetivo."

CEO da Henkel, Hans Van Bylen e Simone Bagel-Trah, Presidente do Conselho de Acionistas e do Conselho Fiscal