• Henkel Portugal
  • Contacto
  • Adicionar à coleção
  • Partilhar
Menu
Pesquisa

24/jul/2018  Lisboa

Novos investimentos na unidade de negócios de Laundry & Home Care

Novo armazém automático de última geração na Península Ibérica

  • A Henkel expande as suas instalações em Montornés del Vallés com uma nova linha de produção e um novo armazém automático de última geração
  • Este projeto faz parte da estratégia 2020+ da Henkel, que inclui o compromisso com a digitalização e a indústria 4.0

A Henkel expande as suas instalações em Montornés del Vallés (Barcelona), o centro de referência do grupo Henkel na Península Ibérica, com uma nova linha de embalamento e a construção de um novo armazém automático de última geração que será o novo centro logístico da unidade de negócio de Laundry & Home Care no Sul da Europa. Este projeto faz parte da estratégia 2020+ da empresa, que inclui o compromisso com a digitalização e a indústria 4.0. Este projeto envolve um investimento significativo na unidade de negócio com a qual a empresa iniciou o seu sucesso nos negócios há mais de 140 anos.

Uma nova linha de embalamento mais rápida e sustentável

Graças ao compromisso da Henkel com a inovação e a digitalização, a nova linha de embalamento de detergentes líquidos implica a expansão da capacidade de produção de detergentes com uma nova linha de embalamento de alta velocidade e com uma produção mais sustentável. Os detergentes líquidos de marcas como Persil e X-tra lançam uma nova fórmula, 24% mais concentrada, apresentada numa nova embalagem com menos peso, contribuindo para a otimização do transporte e, consequentemente, para a redução das emissões de CO2, sem afetar a eficácia dos resultados. Para além disso, a nova fórmula ajuda a diminuir o consumo de água no processo de produção, diminuir a quantidade de resíduos gerados minimizando a quantidade de plástico utilizada por dose e um menor consumo de energia e água na fase de uso, garantindo uma ótima lavagem a baixas temperaturas.

Um novo centro logístico automático para o Sul da Europa

O projeto envolve a expansão da capacidade logística com um novo armazém automatizado de 24.000 m2 que terá uma secção totalmente robotizada e uma secção operacional mais convencional com atividades de recolha e embalamento. A indústria 4.0 dá as boas vindas a uma nova geração de centro de distribuição totalmente integrada com a componente de produção e ao atual armazém com sistemas avançados de comunicação e automação. O novo armazém terá a capacidade para movimentar mais de um milhão de paletes por ano e estará totalmente operacional em 2020. Com esta inovação, o processo de armazenamento e distribuição será muito mais eficiente e transformará a fábrica de Montornés del Vallés no centro de referência da empresa para o sul da Europa.

Jordi Juncà, Manager da fábrica de Montornés del Vallés, refere: "Estamos muito orgulhosos com o facto da fábrica de Montornés del Vallés ter sido novamente escolhida para expandir as suas capacidades, mesmo depois do investimento no HUB europeu para a indústria aeroespacial que estamos ainda a construir. São novos projetos que nos consolidam como um centro de produção de referência para o grupo”.

Para o desenvolvimento do projeto, a Henkel Ibérica conta com o apoio da Catalonia Trade & Investment, a área da ACCIÓ - agência encarregue por atrair investimentos estrangeiros na Generalitat de Catalunya, da Câmara Municipal de Montornés del Vallés e da empresa imobiliária Solvia, que assessorou esta operação. “A Solvia firmou com a multinacional Henkel uma das operações mais relevantes do setor de logística deste ano. Esta operação consolida a posição da Solvia no mercado de ativos industriais de alto valor”, destacou Juan Serrano, Diretor da Rede Territorial da Solvia, acrescentando ainda que “é um claro exemplo da capacidade e profissionalismo da Solvia na gestão de toda a cadeia imobiliária, oferecendo soluções adaptadas às necessidades do cliente”.

O centro de produção da Henkel em Montornés del Vallés (Barcelona), com mais de 50 anos de atividade, produz mais de 200.000 toneladas por ano, emprega mais de 500 pessoas diretamente e indiretamente, e exporta para mais de 60 países. Atualmente, está também a ser construído um novo centro para produção de aplicações para a indústria aeroespacial em Montornés.