• Portugal | Alterar site
  • Contact
  • Add to My Content
  • Share

28/mar/2019  Lisboa

Como preparar uma empresa para o futuro

Henkel inicia programa mundial de melhoria digital

­

Para dar resposta aos desafios que a digitalização apresenta a nível profissional, a Henkel lançou uma iniciativa de melhoria digital para os seus 53 000 funcionários em todo o mundo. A empresa está neste momento a analisar o status quo, avaliando o conhecimento digital do seu pessoal. Isso servirá como base para as novas ofertas de formação digital que visam claramente as futuras necessidades de negócios.

“Num ambiente cada vez mais desafiador e volátil, necessitamos estar na linha da frente. A digitalização tem um enorme impacto no nosso ambiente de trabalho”, refere Sylvie Nicol, Vice-Presidente Corporativa Sénior de Recursos Humanos Global. “Necessitamos saber em que nível está a nossa organização, por forma a avançar sistematicamente as competências dos nossos funcionários. É por isso que unimos forças como o nosso Diretor Digital e a sua equipa para impulsionar esta iniciativa em toda a empresa, que apoiará significativamente a transformação eletrónica da nossa organização”.

“A transformação digital oferece-nos a possibilidade de fortalecer e ampliar os nossos negócios a nível global. Isso só poderá ser totalmente rentabilizado quando toda a organização tiver a mentalidade e os conhecimentos certos para a impulsionar”, disse o Dr. Rahmyn Kress, Diretor Digital da Henkel e fundador do Henkel X.

Como melhorar as pessoas ao redor do mundo

A Henkel introduziu uma nova abordagem com o lançamento de uma iniciativa global de melhoria profissional em toda a empresa. O primeiro passo é uma análise profunda do status quo. Com base em autoavaliações online anónimas, a Henkel irá avaliar as competências digitais dos seus funcionários. Estas avaliações incluem testes de conhecimento geral de uma forma muito lúdica (“Digital BaseFit”), bem como uma revisão avançada de competências voltadas para funções de trabalho especificas (“Digital ExpertFit”). Os resultados ajudam a Henkel a entender o quanto os funcionários são digitalmente experientes e que tipo de formação eles necessitam.

O Digital BaseFit foi desenvolvido em conjunto com o H-Farm, o centro de inovação que criou o maize.PLUS, uma inovadora experiência de formação online projetada para ajudar os profissionais a desenvolver um mentalidade voltada para a inovação. A avaliação personalizada e a formação fornecida exploram a tecnologia, as tendências de consumo, novas formas de trabalho e outros tópicos de negócios relevantes.

Para o Digital ExpertFit, a Henkel uniu-se à consultora Accenture e desenvolveu uma estrutura de capacidade digital para cada “job family” (por exemplo, Marketing, Vendas, TI ou RH), que servirá no futuro como padrão orientado para a indústria. No seu desenvolvimento, o departamento de Recursos Humanos uniu forças com o CDO e a sua equipa, líderes Empresariais e Funcionais. Cada grupo de funcionários fará uma autoavaliação online anónima. Com base nos resultados, a Henkel desenvolverá recomendações de formação customizadas, combinando a “configuração ideal de competências futuras” obtidas na estrutura. As formações concentrar-se-ão em aspetos como análise, e-commerce ou fornecimento da força de trabalho futura.

Plataforma de aprendizagem personalizada e customizada

As formações especificas para competências e conhecimentos digitais são disponibilizados numa nova plataforma de aprendizagem, que  foi lançada para apoiar os funcionários na sua jornada de aprendizagem digital. Foi desenvolvida em conjunto com a Cornerstone, líder em software de gestão de competências em cloud. Os funcionários beneficiarão de uma plataforma intuitiva, que oferece experiências de aprendizagem atraentes e conteúdos verdadeiramente personalizados. Isso incentiva o aprimoramento do pessoal e a aprendizagem sob demanda, enquanto responde na perfeição às necessidades individuas dos utilizadores.

“Neste processo de transformação, o nosso pessoal é fundamental. Queremos garantir que eles tenham as competências digitais e o conhecimento necessário – agora e no futuro”, refere Sylvie Nicol. “Impulsionar esta mudança é um desafio, pois temos uma equipa global altamente diversificada de mais de 50 000 pessoas, com diferentes origens e perfis de trabalho. Esta mudança não acontecerá da noite para o dia, será uma jornada que durará de três a cinco anos”.